Atendimento ao Cliente: +55.85.3182.8300 - 3182.8800 - 98676.8008 / contato@fertibabyceara.com.br

Uso do Inositol melhora a Fertilidade?

Uso do Inositol melhora a Fertilidade?
22 de março de 2018 Dr. Roberto Didier

A síndrome dos ovários policísticos (SOP) é ​​uma doença complexa e heterogênea que envolve disfunções menstruais, infertilidade e alterações metabólicas.

Uma pesquisa recente avaliou a eficácia de mio-inositol (MYO) e de d-chiro-inositol (DCI) na melhoria da qualidade de óvulos e embriões, portanto das taxas de gravidez em mulheres com SOP submetidas à fertilização in vitro (FIV).

Na pesquisa foram usadas medicações, como metformina e/ou inositol em diferentes combinações e doses, sendo observado melhorias endócrino-metabólicas (diminuição da resistência insulínica, por exemplo), assim como melhorias nas taxas ovulação espontânea e na qualidade de óvulos e embriões.  O objetivo desta pesquisa foi avaliar a efetividade das principais formas do inositol, o myo-inositol (MYO) e o d-chiroinositol (DCI), na melhoria dos resultados reprodutivos em mulheres com SOP submetidas à FIV.

Embora, ainda, sejam poucos os estudos, foi observado neste que a suplementação de inositol aumenta as taxas de ovulação e de gravidez espontânea em mulheres com SOP, além de melhorar os níveis de colesterol e peso.  A suplementação com o inositol aumentou o número de óvulos maduros e diminuiu a quantidade de óvulos degenerados (mortos).

Com relação à qualidade embrionária, também, foi observada um aumento da mesma, acarretando em maiores taxas de gravidez após a FIV. Outros estudos que analisam o efeito do DCI na qualidade de óvulos e embriões, relataram resultados contraditórios. Um estudo comparando ambas formas de inositol observou que a suplementação de MYO em vez de DCI foi capaz de melhorar a qualidade de óvulos e embriões.

Em conclusão, os dados científicos das diversas pesquisas, ainda, indicam uma falta de argumentos sólidos para justificar a suplementação das diferentes formas de inositol com o intuito de melhorar a qualidade de óvulos e embriões.  Pesquisas futuras com diferentes combinações de ambas as formas do inositol são necessárias e devem abordar adequadamente seu papel da fertilidade de mulheres com ovários policísticos.

Fonte: RBMOnline (Reproductive Biomedice Online), Universidades de Modena, Pisa e Granada, Espanhã, Dezembro de 2017.

Artigo escrito pelo Dr. Roberto Didier, especialista em Medicina Reprodutiva. Médico da Fertibaby Ceará, Unidade Sobral.      

 

 

 

 

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*