Atendimento ao Cliente: +55.85.3182.8300 - 3182.8800 - 98676.8008 / contato@fertibabyceara.com.br

Aumentando as Chances de Gravidez Natural – O Impacto da Dieta e do Estilo de Vida

Aumentando as Chances de Gravidez Natural – O Impacto da Dieta e do Estilo de Vida
22 de abril de 2019 Dra. Lilian Serio

Há muitos mitos e interpretações erradas sobre informações para otimizar as chances de uma gravidez natural. O fácil acesso às informações nos dias atuais leva muitas vezes a conceitos errôneos que rapidamente se alastram pela internet causando um impacto imensurável e confundido pacientes e médicos.

Seguem abaixo os principais pontos relativos à dieta e estilo de vida:

1- Dieta e Fertilidade Feminina

As evidências são bem controversas sobre qual a melhor dieta para a fertilidade feminina e até sobre o uso de vitaminas e antioxidantes. Sobre os micronutrientes, o ácido fólico está associado a menor risco de mal-formações fetais e de abortamento. Já o uso da vitamina D ainda é bem controverso e não existem tantos dados consistentes que levem a crer que ela seria muito importante para a fertilidade.

O consumo exagerado de café (mais que 5 xícaras por dia) parece diminuir a fertilidade da mulher, assim como o exagero alcoólico, também, pode diminuir a fertilidade.

Pode-se ter um benefício em termos de fertilidade, com dietas com pouco açúcar e maior consumo de grãos, com uso de ômega-3 e dietas pobres em gorduras trans.

Na verdade, não há algo específico. Há que se ter equilíbrio e uma dieta balanceada para uma boa manutenção do peso e saúde física.

2- Dieta e Fertilidade Masculina

O excesso de peso, já é sabido, afeta a fertilidade masculina. Dietas ricas em gorduras trans, colesterol e açúcar estão associadas a piora da qualidade seminal, devido ao aumento do nível de radicais livres nos testículos.

Dietas ricas em peixe, vegetais, cereais parecem melhorar qualidade seminal, enquanto dietas ricas em carne processada, soja, batatas, queijos e derivados do leite, café, álcool, refrigerantes pioram a fertilidade masculina.

Desde sempre, se fala em suplementação de nutrientes para melhorar a qualidade seminal. O uso de determinados suplementos, como: ômega-3, vitaminas E, C e D, beta-caroteno, selênio, zinco, leucopeno e ácido fólico parecem ser benéficos, muito embora faltem dados concretos sobre o tempo e a dose ideal de uso.

Portanto, o alto consumo de álcool, café, carne vermelha e processada tem uma influência negativa nas chances de gravidez e o consumo de peixes e mariscos, frango, cereais, vegetais e frutas pode ser benéfico.

Mais uma vez, o equilíbrio é fundamental. Manter o peso adequado e uma boa saúde física são fundamentais.

3- O Impacto do Fumo

O tabagismo está ligado à diminuição da fertilidade masculina e feminina. Diminui as chances de gravidez espontânea e aumenta riscos de abortamentos e de menopausa precoce.

Em homens, ocorre diminuição do número de espermatozoides e aumento da formação de espermatozoides alterados. Portanto, os dados são claros e o tabagismo deve ser combatido, tanto em homens quanto em mulheres.

Há ainda muito conhecimento que se é necessário obter sobre a fertilidade. Dados vêm demonstrando que a exposição à poluição, substâncias tóxicas, maconha e exposições devido ao trabalho (micro-ondas, calor, pesticidas, por exemplo) podem reduzir muito a fertilidade.

Parece que a forma atual de viver, sobretudo nas grandes cidades impacta demais a nossa fertilidade. Além disso, o estresse pode estar muito associado à infertilidade.

É preciso buscar o equilíbrio e tentar entender tantos fatores que interferem em nossa fertilidade. Equilíbrio é a palavra certa e a idade é fundamental.

Fonte: Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Febrasgo (Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia) – Comitê de Ginecologia Endocrina. Abril de 2019.

Texto escrito pela Dra. Lilian Serio. Médica Especialista em Medicina Reprodutiva. Diretora Clínica da Fertibaby Ceará.

 

 

 

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*