Atendimento ao Cliente: +55.85.3182.8300 - 3182.8800 - 98676.8008 / contato@fertibabyceara.com.br

Quais os segredos e mistérios do endométrio e da implantação embrionária?

Quais os segredos e mistérios do endométrio e da implantação embrionária?
19 de Abril de 2018 Dr. Daniel Diógenes

Mesmo após os grandes avanços nos últimos anos, ainda, existem grandes mistérios relacionados às técnicas de reprodução assistida, em especial com relação à implantação embrionária. As relações e interações entre embrião e endométrio são motivo de grande controvérsia e discussão. A verdade é que sabemos, ainda, muito pouco sobre esta etapa fundamental.

A implantação é um grande mistério. Não fossem os segredos desta etapa, o sucesso dos ciclos de reprodução asissitida seria bem maior. Existe uma pergunta que ainda não tem resposta. Por que embriões de excelente qualidade e geneticamente perfeitos não implantam em endométrios de boa qualidade? A resposta é, ainda, desconhecida.

Várias teorias são, hoje, estudadas e pesquisadas. A busca por respostas é constante, entretanto, o caminho ainda é longo.

Sabemos que para haver uma adequada interação entre embrião e endométrio, diversos fatores estão envolvidos e que existem endométrios diferentes em cada ciclo menstrual, ou seja, o endométrio de um determinado mês será sempre diferente de um outro mês. Nunca haverão dois endométrios, em perídos diferentes, com as mesmas condições de implantação.

A implantação depende de um tempo adequado para ocorrer, aqui se aplica a teoria da janela de implantação, ou seja, cada endométrio teria um determinado período de dias ou horas, em que seria receptivo ao embrião. Para que haja esse período adequado, seriam necessários diversos fatores, como:

  • Expressão gênica – o endométrio possui genes que permitem ou não a adequada implantação do embrião, ou seja, um fator genético, digamos assim, estaria envolvido na implantação.
  • Fatores imunológicos – a presença de células de defesa, as chamadas natural killers uterinas, que antes eram consideradas “vilãs”, estão, hoje, sendo consideradas necessárias para uma adequada implantação embrionária.
  • Fatores elétricos – para haver a implantação, o embrião troca cargas elétricas (prótons e elétrons) com o endométrio. Como isso ocorre, ainda é um grande mistério.
  • Fatores bioquímicos – a presença de várias substâncias, os chamados mediadores químicos, como citocinas e prostaglandinas, é necessária para a implantação. Quais seriam os principais mediadores e suas funções específicas, ainda não é sabemos.

Além do que acabamos de citar, existem várias outras hipóteses de possíveis mecanismos relacionados a uma adequada implantação, porém como vemos, ainda, serão necessárias diversas descobertas para que possamos avançar em direção a um melhor entendimento desta etapa tão cheia de mistérios.

Fonte: Panorama UIT (Updates in Infertility Treatment). Simpósio realizado em São Paulo, em 14/04/2018.

Texto escrito pelo Dr. Daniel Diógenes. Especialista em Medicina Reprodutiva. Diretor Técnico da Clínica Fertibaby Ceará.

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*